sexta-feira, 24 de abril de 2015

Construindo um "Insert" para Kemet



Todos os gamers sabem como é difícil guardar adequadamente as peças dos jogos. Os "Jogos Modernos" são ricos em estratégias, sistemas, mecânicas e...peças. Inúmeras peças. Se os jogadores não se organizarem podem perder um tempo precioso montando o setup inicial dos jogos.

Eu procuro deixar as peças separadas e organizadas da melhor forma possível. E costumo tentar aproveitar ao máximo os materiais já disponíveis nas próprias embalagens dos jogos.

Este esquema a seguir foi feito utilizando a sobra dos encaixes das tiles de Kemet para guardar as 48 fichas de poder separadas por cores (branca, azul e vermelha) e por nível. Quem conhece o jogo sabe que é preciso separar na mesa estas fichas separadas por nível e cor.

Os encaixes não só organizam as fichas como as deixam presas na caixa, evitando deslocamento e bagunça ao transportar a caixa.

O custo é praticamente ZERO. Talvez a única coisa que você não tenha em casa é a cola de contato (cola de sapateiro), mas que se vende latinhas bem pequenininhas por R$4,00 em lojas de material de construção.


Você vai precisar de: Caneta, Estilete, Régua, Cola de Contato e um suporte para corte (usei a aba da caixa de papelão que o jogo veio embalado). E lembre-se de manter seu jogo e as peças longe para não correr o risco de cortar ou colar algo indesejado. ;)



Para o tipo de insert que mostrei será necessário uma das peças de encaixe onde estavam as moedas e os tiles das Fichas de Poder (conforme imagem).


Marque com a caneta 4,3 cm do espaço das moedas - de fora para dentro. Marque dos dois lados para depois posicionar a régua e se preparar para o corte.


Use o estilete para cortar. Comece riscando o estilete de leve, seguindo a régua e repita a ação cada vez com mais força. Repita a operação umas 3 vezes. Isso evitar que você perca o controle do estilete e/ou a peça fique torta.

Depois do corte é assim que ficará a peça. Repita esta operação mas três vezes, conforme o número de tiras disponíveis neste pedaço, de forma que tenha, no fim, 4 tiras de igual tamanho.

Com um palito de dente ou tira de papelão (usei isso na imagem), pegue um pouco da cola de contato (pouco mesmo) e espalhe na parte inferior da tira. Só é preciso deixar uma camada bem fina.  cola de contato é boa porque a secagem é super rápida e não encharca o papelão. (Como a cola branca, p. ex.)
 Passe nas 4 tiras a cola e deixe reservado, encostado em algum lugar pra secar (1 min é suficiente).
Com a sobra do recorte já ficou pronta (olha aí em cima). Passe cola nas extremidades de um canto ao outro.

Na parte do meio: um detalhe. Só é preciso, obviamente, colocar cola nas três parte separadas. Para não perder o tamanho correto, marque com a caneta em dois locais: a 6,5 cm e a 13 cm (tanto em cima, quanto em baixo e no meio). É neste ponto que se encaixará duas das tiras recortadas.
Depois de esperar mais 1 min, com cuidado, encoste a parte da tira com cola na parte dos retângulos com cola. Encoste e segure pressionando levemente por 30 segundos. Pronto tá colado! Repita a operação com as demais tiras.
É assim que vai ficar depois de colar as 4 tiras no retângulo.


Encaixe as tiles por bloco nos espaços. Como são seis espaços, deixei dois reservados para cada grupo: vermelho, branco e azul. Também separei as tiles por nível, facilitando na hora de retirar para montar o setup do jogo.
O tamanho do espaço cabe certinho para as tiles. Você só precisa colocá-las "em pé", como aparece na imagem.

A parte boa é que as tiles ficam presas e não caem ou se deslocam, permitindo retirar o bloco da caixa para a mesa ou movimentar a caixa do jogo sem o medo de bagunçar as peças dentro.


Dentro da caixa.

O conjunto final. Cada coisa separada. As peças pequenas nos saquinhos, já preparadas para cada jogador e as tiles com o "insert". 

Bem, foi isso. Espero que se divirta com a construção do "insert".

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Notícias das BDs na Europa


 Avengers, a idade de Ultron: segunda fase de implantação do Universo Marvel

Fase 2 do universo cinematográfico da Marvel é a sua conclusão de que 22 de abril de 2015 com o lançamento em nossos teatros do segundo filme dedicado aos Vingadores, uma reunião de família de super-heróis sempre orquestrado por Joss Whedon. ActuaBD.com livro vai estrear suas impressões do filme altamente antecipado, apontando, em particular, pode-se esperar que os aficionados da Marvel Comics deste evento excepcional.


 Por 75 anos, o Flash, o homem mais rápido do universo DC, recebe sua antologia em Comics urbanas

Depois de Batman, Superman, o Coringa ou super-vilões, uma antologia dedicada a Flash, isto pode parecer uma aposta arriscada. Mas quadrinhos urbanas agarrou os 75 anos de a bola de fogo para se concentrar em alta este herói falso, no coração de muitos desenvolvimentos estruturais do universo DC. Um caminho para a editora para lançar uma nova oferta dia já foi proposto para o leitor e navegar na moda de um herói, quem sabe, também, depois de Green Arrow, uma adaptação da série de televisão recente.


 Lombard Nostalgia

Bob Morane, Ric Rattle, Clifton, Corentin Clorofila ... Mas também Thorgal, Ulna ...: Após Dupuis, Lombard Gauthier Van Meerbeeck reimplanta seu catálogo entre clássico e moderno.


 Andreas: passado, presente e futuro

A notícia de um grande cartunista discreta será muito mais de cabeça nos próximos meses: enquanto Lombard republicou "O Memorial da caverna", logo seguido por "Raffington Event", sua série de dezoito álbuns "Arq" chega ao fim na Delcourt, seguido logo após os dois últimos álbuns "Capricórnio" em Lombard. Tempo equilibra abordagem!


 Fluide Glacial, 40, tack!

Há 40 anos, o líquido sai de uma edição de aniversário especial de 196 páginas, enquanto a Aix en Provence Dating dedicar uma exposição e memórias Léandri.


 A criatividade refrescante Pulp Festival no Ferme du Buisson

Lá, você sabia? Cerca de 300 festivais de quadrinhos na França, quase uma por dia ... Para a sua segunda edição, o Festival Pulp no Ferme du Buisson, nacionalmente Marne-la-Vallée em A região de Paris, perto de Disneyland, oferece programação original, que se choca com o editorial oferece comics festas tradicionais.


 28 Festival da Francofonia Quebec DO: comics fora dos muros

De 8 a 12 de abril passado, cerca de 65 000 visitantes passaram pelas portas do Centro de Convenções da cidade de Quebec, onde sobressaíram as contratações Festival da Francofonia comic Quebec eo livro Quebec Internacional de Exposições. Mais uma vez este ano, o Festival tem escolhido para ir além da "sala de estar" de exportação tradicional para qualquer ponto da cidade. As bibliotecas públicas de museus, ao teatro, a antiga capital entra em modo de arte 9.


 LF. Bollee ("The Master Saintiers"): "Bells Foundry é um ofício herança ouço showcase. »

Após o tratamento de vários temas: SF, esportes a motor, o oficial à frente da história e da espada, o esotérico, a narrativa histórica, ocidental, e assinou um "XIII Mistério" durante a realização de um paralelo jornalista e escritor, roteirista LF. Bollee centrar a sua nova série de sete volumes (Glénat) em uma tradição de família: o das fundições de sinos!


 Kid Toussaint: "Com Holly Ann, eu queria voltar para a essência dos quadrinhos franceses."

"O hornless Cabra" é o primeiro álbum dedicado aos encantadores inquéritos, mas misterioso, Holly Ann umidade na albufeira de New Orleans. Nós nos conhecemos roteirista, Kid Toussaint, que gentilmente levantar o véu sobre o seu mais recente álbum.


 Elyon de: "Para alguns BD conduzir um projeto de crowdfunding para a África foi arriscada, mas eu sou a prova de que eles estavam errados."

É difícil ficar indiferente ao charme e determinação Joëlle Ebongue. Este artista livro jovem camaronês comic, mais conhecido sob o nome de Elyon de, criou uma sensação em Camarões nos últimos anos. Ela conseguiu financiar o primeiro episódio de sua série "A Vida de Ebony Duta", que reúne um grande sucesso na África. Ela viaja incansavelmente desde BD grandes festivais na Europa e na África para fazer seu projeto em maior número.


 Robin Walter (Extensions, KZ Dora): "Temos de aceitar que o futebol profissional se tornou um show business. »

Depois de fazer um álbum sobre o campo de concentração de Dora, Robin Walter discute um tema mais leve em torno do mundo do futebol; um assunto que ele também conhece bem.


 Jean Solé, "Estou muito feliz por estar ainda em Fluide Glacial, pois é muito importante para mim, um jornal."

Jean Solé, um ilustrador e cartunista prolífico, ilustrador reinante SuperDupont, acompanhou a aventura de Fluide Glacial do No. 1 1 de abril de 1975. Ele compartilha sua jornada com a revista Gotlib, por ocasião da 40 anos da revista e Umour Bandessinée.


 Xavier Coste ("Adrift"): "Para este álbum, eu realmente tentei encontrar uma curiosidade gráfico eu senti ter perdido."

Depois de "Egon Schiele" e "Rimbaud, os indesejados" dois álbuns aclamados pela crítica, Xavier Coste de volta este ano com um projeto que está definido na Cidade da Luz no início do século XX.


 Jean-Philippe Bergeron (pranchas Word): "Fomos procurar obras que eram fortes teatralmente, universos que poderiam vir para fora das caixas. »

Depois de uma carreira como ator, Jean-Philippe Bergeron fez o salto em quadrinhos Saga ponta co-scénarisant, em colaboração com Damien Berger e Marie Lamonde-Simard (Edições Ber Ber 13-13). Tony Curien, ele assina a encenação das placas do jogo de palavra, apresentado 09 de abril no Festival da Francofonia Quebec DO e 13 de junho, em Lyon BD.




 PASCAL AGGABI: Tribute to Herb Trimpe, grande talento e "profeta da desgraça" da história em quadrinhos americana

Soubemos da morte em 13 de abril de 2015, com a idade de 75, o veterano comics Herb (Herbert) Trimpe, desenhista, escritor e arte-finalista para prolífica carreira, mas também uma maior consciência da história em quadrinhos dos EUA. Sua longa carreira nos quadrinhos lhe permitiu cruzar com alguns dos personagens mais emblemáticos da banda desenhada americana.